[principal] [primeiros passos] [planeta azul] [trabalho] [vestir o que?] [alimentando-nos] [meio-ambiente] [exercitando-nos] [textos] [administrando as contas] [mais compromisso] [mais saúde] [mais beleza] [mais livres] [voluntarios] [cidadãos do planeta Terra] [links] [livros] [entre em contato]

 

MEIO AMBIENTE

 

 

Cântico das Criaturas

Altíssimo, Onipotente, Bom Senhor! Teus são o louvor, a glória, a honra e toda a bênção.

Louvado sejas, meu Senhor, com todas as tuas criaturas, especialmente o senhor irmão sol, que clareia o dia e que com sua luz nos ilumina. Ele é belo e radiante, com grande esplendor, de ti, Altíssimo, é a imagem.

Louvado sejas, meu Senhor, pela irmã lua e pelas estrelas, que no céu formastes, claras, preciosas e belas.

Louvado sejas, meu Senhor, pelo irmão vento, pelo ar e pelas nuvens, pelo sereno e todo tempo, com que dás sustento às tuas criaturas. Louvado sejas, meu senhor, pela irmã água, útil e humilde, preciosa e casta.

Louvado sejas, meu Senhor, pelo irmão fogo, pelo qual iluminas a noite. Ele é belo e alegre, vigoroso e forte.

Louvado sejas, meu Senhor, por nossa irmã, a mãe terra, que nos sustenta e governa, produz frutos diversos, flores e ervas.

Louvado sejas, meu Senhor pelos que perdoam, pelo teu amor, e suportam as enfermidades e as tribulações.

Louvado sejas, meu Senhor, por nossa irmã, a morte corporal, de quem homem algum pode escapar.

Louvai todos e bendizei ao meu Senhor, dai-lhe graças e servi-O com grande humildade.

São Francisco de Assis (1181-1226)

4 de outubro - dia de S. Francisco e dia da Ecologia.

 


 

Falar do meio-ambiente nos leva automaticamente a pensar em S. Francisco de Assis. Quando não se falava em Ecologia, em preservação dos nossos recursos ambientais, ele já pregava o respeito e o louvor a toda criação de Deus.

Vamos pincelar alguns tópicos relevantes e com o tempo iremos acrescentando outros, idéias, sugestões, dicas, links, bibliografia, etc... Sinta-se também à vontade para dar sua sugestão, contribuição.

Conscientização - Preservação - Economizar - Reciclagem - Asmare

Todos nós, a não ser que, tenhamos algum parafuso frouxo, sabemos de quem gostamos, sabemos dar valor às pessoas e coisas que são importantes para nós. Em geral nos preocupamos com elas, cuidamos para que sempre estejam bem, etc... Se é uma pessoa que amamos, procuramos sempre saber dela, como está, se está bem ou não, o que podemos fazer para ajudar, para fazer essa pessoa mais feliz, enfim, temos consciência de que esse alguém nos é caro (a). Se é um objeto, cuidamos de sua manutenção, de seu bom uso, sua limpeza, para que sempre funcione bem.

Com o nosso meio-ambiente deveria ser assim, mas infelizmente, no geral, não é. Creio que precisamos urgentemente nos conscientizar da importância da preservação do nosso "berço", desse útero no qual somos constantemente gerados, no qual tudo se renova, quando não é extinto antes. Precisamos urgentemente ensinar nossas crianças a valorizar o meio-ambiente, a respeitá-lo.

No condomínio onde moro, existem árvores plantadas, graças a Deus. Contudo, meu coração vive apertado. Volta e meia, olho pela janela e algumas crianças estão sempre arrancando as folhas das árvores, as meninas para brincar de fazer comidinha, os meninos, para as vezes, "pintar" com o verde das mesmas as paredes dos prédios. Bela poluição visual, às custas da natureza. Sempre que posso intervenho e tento despertá-las para a vida que há naquela folha, naquela árvore. Muitas vezes as mães que estão por perto me olham de cara feia. Sorte melhor não têm as flores que teimam em aparecer. São prontamente arrancadas para os "almoços" das garotinhas. Nunca vejo as mães interromperem a poda, por amor à natureza. Parece que nem notam.

Da mesma forma, o respeito à natureza em todas as suas formas. Seja numa excursão ecológica, onde sempre se vêem pessoas arrancando mudas das plantas, que provavelmente não vingam num terreno e clima diferente daquele do qual foram arrancadas. Seja poluindo as águas dos córregos, riachos, com latas de refrigerantes, sacos plásticos, embalagens vazias, que deveriam ser ensacados e levados de volta para a "civilização" e daí direcionados ao lixo de cada um. Seja numa visita ao zoológico, onde por mais avisos pedindo para não alimentar os animais, sempre há os que insistem em dar coisas inadequadas para os bichos comerem. Seja nos intermináveis incêndios provocados por pessoas que deveriam estar ajudando nesse trabalho de despertar para um maior respeito à vida. Para se economizar a capina, a limpeza dos lotes, coloca-se fogo que geralmente se espalha e vai destruindo tudo. Pense na quantidade de ninhos de pássaros, de plantas, de flores, de ervas úteis na área de medicamentos, da homeopatia, pense no estrago à própria terra, que perde também em sua capacidade de produzir o sagrado alimento de cada dia. E por aí vai...

Ultimamente tem havido algumas campanhas, principalmente entre alguns grupos específicos de jovens, escoteiros, etc. Porém é preciso um trabalho em grande escala para evitar que um dano maior e irreversível seja causado. Conscientizar é a primeira palavra-chave, que é consequência do valor que damos à Natureza. Devemos sempre intervir quando necessário para "acordar" pessoas que ainda não aprenderam que nossa vida depende da preservação do útero materno, a Mãe-natureza. (Clique no back ou voltar do seu navegador)

21/09 - Dia da Árvore

"A Súplica da Árvore

Tu que passas e levantas contra mim o teu braço, antes de fazer-me algum mal, olha-me bem.

Eu sou o calor do teu lar nas noites frias de inverno. Eu sou a sombra amiga que te protege contra o sol de dezembro.

Meus frutos saciam tua fome e acalmam tua sede. Eu sou a viga que suporta o teto da tua casa, e a cama em que descansas.

Sou o cabo das tuas ferramentas, a porta da tua casa. Quando nasces, tenho a madeira para o teu berço, e quando morres, em forma de ataúde ainda te acompanho ao seio da terra.

Sou o ramo da beleza e a flor da bondade. Se me amas como mereço, defenda-me contra os insensatos."

(Texto sobre o portal iugoslavo na Exposição Internacional de Paris (1937) Seleção de José Hentey de Braga - Brasília - DF, retirado da Folhinha do Sagrado Coração de Jesus - Ed. Vozes, 2001)

***

A Ong SOS-Mata Atlântica está recolhendo assinaturas para pressionar o governo a considerar a questão da preservação da Mata Atlântica (ou o que resta dela). É só entrar no endereço http://www.desmatamentozero.ig.com.br e colocar seu nome e RG. Vamos colaborar!

****

fotografia: Jandira Pimentel

 

 

Preservaçao

As autoridades desse País deveriam ser as maiores interessadas em desempenhar esse papel de estar sempre desenvolvendo campanhas de conscientização junto à sociedade, no sentido de preservar nossas riquezas naturais. Mas como não vale a pena a gente falar nisso, por que aqui não se valoriza a vida, mas sim o capital, principalmente o estrangeiro, então cabe a nós, cidadãos do mundo, trabalharmos no sentido de preservá-lo. Cabe-nos descobrir formas, maneiras eficazes de colocar isso em prática. Creio que se a gente consegue despertar as pessoas para uma causa nobre e importante como essa, se conseguimos sua adesão, o resto vem como consequência. As comunidades devem arregaçar as mangas e cada qual em seu lugar, à sua maneira, descobrir formas de ajudar eficazmente na preservação do meio-ambiente. Escolas, prefeituras, pequenas comunidades e vilas, todos devem se empenhar em defender seu quinhão, seu patrimônio ambiental e de cada pedacinho desse preservado, estaremos ampliando a extensão total a ser salva das garras daqueles que menosprezam e zombam d vida, que se preocupam apenas com o ganho despudorado, não se importando de por à baixo florestas inteiras, desde que seus bolsos estejam cheios, desde que estejam comprando o carro do ano, morem na melhor mansão do bairro mais classe A possível, tenham as mulheres mais lindas. É uma pena que ainda não despertaram para uma consciência mais elevada. Ou nos salvaremos todos ou morreremos todos, sufocados na fumaça, na poluição, na destruição do nosso ambiente vital. "Desperta ó tu que dormes!", nos diz a Bíblia Sagrada. Vamos exercer nossa cidadania, mostrando que o mundo em que vivemos precisa ser conservado para as próximas gerações.

Atitudes que você deve evitar para preservar o ambiente, principalmente quando estiver fazendo um passeio ecológico:

Evite:

- Descuidar-se de cigarros acesos, jogados em qualquer lugar, ou outros objetos que possam causar incêndios.

- Entrar em Parques Ecológicos, Reservas Florestais, etc, com armas, facões, anzóis e bebidas alcóolicas.

- Colher frutos, flores, sementes, mudas ou lenha para fogo. Se acender algum fogo, por absoluta necessidade, certifique-se de apagá-lo completamente. O certo é JAMAIS acender fogo numa reserva florestal. As dimensões de um incêndio são incalculáveis e os prejuízos à Natureza, ao meio-ambiente, idem.

- Perseguir, apanhar ou molestar os animais.

- Poluir ou fazer necessidades fisiológicas nas águas.

- Jogar lixo nas trilhas e dependências do Parque ou Reserva. Leve um saquinho para guardar seu lixo e leve-o de volta para colocá-lo na lixeira adequada onde vc mora.

- Danificar os elementos naturais e instalações do Parque ou Reserva. Isso inclui não escrever o seu lindo nome e o de seu(sua) namorado (a), nas pedras, árvores, etc... Ninguém está interessado em saber que fulano esteve aqui, e saber que ele ama sicrana. Preservar a Natureza é sinal de Educação e Cidadania assumida.

- Trafegar em alta velocida, ultrapassando o limite permitido, principalmente se vc está em zona rural, santuários ecológicos etc... Não assuste ou atropele os animais.

- Trazer cães, gatos ou outros animais domésticos para o Parque.

RESPEITE A NATUREZA, AME-A. ELA DEVOLVERÁ O CARINHO COM FRUTOS, FLORES, PERFUME, ALIMENTO, OXIGÊNIO, BELEZA E MUITO MAIS!

(fonte: Estado de Minas, caderno Ecológico, 10/11/00)

(Clique no back ou voltar do seu navegador)

 

PARA ECONOMIZAR ÁGUA
  • Se os 3 milhões de habitantes da Região metropolitana de Belo Horizonte deixarem de dar uma descarga por dia para empurrar o lixo jogado no vaso sanitário (papel e cotonete, por exemplo), serão economizaos 30 milhões de litros d 'água/dia. Ess quantidade é suficiente para abastecer uma cidade como Divinópolis.
  • Um banho de 15 minutos de ducha consome cerca de 135 litros de água por banho, com meia volta de água de abertura. O chuveiro elétrico comum gasta 45 litros.
  • Lavar o carro durante 30 minutos com abertura de meia volta na torneira consome de 216 a 560 litros de água por lavagem. Se você usar um balde de dez litros para molhar o carro e mais três baldes para enxaguar, você estará consumindo 40 litros por lavagem apenas.
  • Uma torneira mal fechada, pinando, gsta 46 litros por dia, quantidade suficiente para matar a sede de uma pessoa por 20 dias.
  • Se por descaso do usuário a torneira ficar aberta por 15 minutos com um quarto de volta, enquanto atende ao telefone, por exemplo, o gasto será de 108 litros. Com meia volta, 280 litros. Com umavolta completa, 380 ligros de água serão desperdiçados.
  • Um pequeno buraco de dois milímetros, do tamanho da cabeça de um prego, vai desperdiçar em torno de 3.200 litros de água por dia. Esse volume é suficiente para o consumo de uma família de quatro pessoas, durante cinco dias, cinluindo limpeza da casa, higiene pessoal, preparação de alimentos e água para beber.
  • Se a pessoa escovar osdentes em cinco minutos e fizer a barba em mais cinco minutos, deixando a torneira aberta, estará gastando 24 litros de água por dia, só com essas duas atividades. Essa quantidade de água é suficiente para que uma pesao beba durante 12 dias. Se a torneira for mantida fechada, só usando a água quando for necessário, gastará, em média, dois litros.

ECONOMIZE

  • Verifique se há vazamento nas tubulações de sua casa. É bom checar torneiras, bóias da caixa d 'água e registros.
  • Evite usar o vaso sanitário como cesto de lixo, jogando papel, cotonete, pontas de cigarro e aldodão.
  • Reduza o tempo de banho para cinco minutos, deixando o chuveiro ficar fechado enquanto se ensaboa.
  • Ao lavar louça, ensaboe as vasilhas com a torneira fechada.
  • Deixe acumular as peças de roupa para lavagem. É melhor encher o tanque e a máquina de lavar.
  • Evite lavar calçadas e quintais. Não faça da mangueira a sua vassoura hidráulica. Varrer dá o mesmo resultado. Não se esqueça de falar isso para sua empregada, para o zelador, trabalhador do seu prédio. É impressionante a quantidade de trabalhadores que lavam as calçadas, as ruas, diariamente!

Fonte: Centro de Referência da Água/Copasa

 

NOTICIAS RECENTES:

Associações promovem mobilização para a Semana Interamericana da Água


A Associação Brasileira de Entidades Estaduais de Meio Ambiente
(Abema), a Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental
(Abes) e a Organização Pan-americana da Saúde (Opas) estão
promovendo uma campanha nacional de mobilização para a Semana
Interamericana da Água 2002 que, este ano, será realizada entre os
dias 12 e 19 de outubro. A campanha, que envolve entidades ligadas a
três setores nos quais a questão da água é fundamental (meio
ambiente, saneamento e saúde), tem como lema "Água: Não ao
desperdício; Não à escassez". Debates, palestras, atividades
educativas e mutirões para retirada de lixo na beira de rios são
algumas das atividades que já estão sendo realizadas.

É o primeiro ano em que todos os estados do Brasil estão
participando da mobilização. Através dos órgãos ligados à Abema (que
congrega órgãos ligados ao meio ambiente de governos estaduais, como
Institutos e Secretarias) e à Abes, que funcionarão como
irradiadores da campanha, o objetivo é incentivar a realização de

atividades que envolvam o maior número possível de participantes de
governos, entidades civis, organizações não-governamentais,
associações de classe, sindicatos e afins. A campanha é
descentralizada e cada núcleo é independente para promover suas
atividades. O tema da iniciativa nacional é "Água: Fundamental para
a vida; Vital para o Planeta".
Fonte: Boletim da RITS - Rede de Informações para o Terceiro Setor
http://rets.rits.org.br

*****

Não maltratar os animais, de preferência ser vegetariano, eis uma prática saudável e humana, pois os animais são submetidos à uma grande crueldade, criados apenas para satisfazer o apetite dos carnívoros. Visite o site da PETA, pena que só tem em inglês, por enquanto.

 

(Clique no back ou voltar do seu navegador)

Reciclagem

Hoje em dia, graças a Deus, estão surgindo algumas campanhas, ainda que tímidas, mostrando a importância de se reciclar. Em Belo Horizonte a Asmare está desenvolvendo um trabalho muito importante, valorizando aqueles que viviam nos lixões, educando e ensinando a aproveitar. Estão inclusive lançando uma grife, promovendo desfiles, saem no carnaval com fantasias e adereços todos reciclados. Enfim, devolvendo a dignidade até então desconhecida desses cidadãos do mundo.

É preciso que deixemos um pouco o nosso comodismo e procuremos separar o nosso lixo, o que é plástico, papel, orgânico, etc... procurar entregá-lo ou depositá-lo nos lugares onde há coleta seletiva. Se em sua cidade não houver, cobre de sua prefeitura, de seus vereadores, para que se instalem postos de coleta seletiva, pois estaremos ajudando pessoas que vivem da reciclagem, principalmente os nossos irmãos mais pobres e estaremos também contribuindo para diminuir o lixo depositado nos lixões. Esse material já é encaminhado diretamente para a reciclagem.

Se continuarmos a consumir e produzir lixo na escala em que vem acontecendo, sem uma devida reciclagem, em breve não haverá mais lugar para outra coisa a não ser lixo. E nós não teremos outra paisagem para apreciar senão essa. Portanto, é bom começarmos a nos movimentar nesse sentido. Espero estar colocando mais sobre reciclagem em breve. (Clique no back ou voltar do seu navegador)

ASMARE

ASMARE - Associa??qo dos catadores de papel, papel?qo e material reaproveit?o?Nvel. Foi colocado aqui apenas algumas curiosidades, mas em breve disponibilizaremos material did?o?Ntico sobre reciclagem de papel e outros, organiza??qo de coleta seletiva, e muito mais. Materiais que podem ser doados para reciclagem: Papel - papel?qo, jornais, revistas, folhas de caderno, embalagens diversas e caixas em geral. Pl?o?Nstico - garrafas tipo "pet", embalagens pl?o?Nsticas diversas e sacos pl?o?Nsticos. Metais - latas de refrigerante e cerveja, latas de ?\leo, conservas e leite em p?\, panelas e talheres.

? MUITO FcCIL PARTICIPAR COM A ASMARE DA COLETA SELETIVA: - Reduza, reutilize e recicle tudo que for possOvel. Separe o material recicl?o?Nvel consumido em sua casa, loja ou escrit?\rio. - Deposite em um local de entrega volunt?o?Nria ou doe diretamente para a ASMARE. - Facilite o trabalho dos catadores separando e guardando o material recicl?o?Nvel em lugar seco. Se poss?fvel, retire os r?\tulos e tampas e enx?o?NgY?Ne, evitando o mal-cheiro e os insetos.

 

PAREM OS INCÊNDIOS CRIMINOSOS EM NOSSAS MATAS!!!

 

POR FAVOR, AJUDEM NESSE TRABALHO DE CONSCIENTIZÇÃO, PARA QUE PRINCIPALMENTE OS PEQUENOS AGRICULTORES, LAVRADORES, SAIBAM QUE NÃO HÁ NENHUM BENEFÍCIO EM SE COLOCAR FOGO NAS MATAS, NOS TERRENOS BALDIOS, A NÃO SER TRAZER MUITA POLUIÇÃO E UM GRANDE DANO À TERRA, QUE DEIXA DE SER PRODUTIVA. VAMOR FAZER UMA GRANDE CAMPANHA NESSE NOSSO PAÍS, ONDE A SECA, A FALTA DE CHUVAS, SOMADAS AOS INÚMEROS INCÊNDIOS QUE ACONTECEM QUASE DIARIAMENTE, SÓ DEGRADAM AINDA MAIS A NOSSA FAUNA, FLORA, A VIDA ENFIM. VAMOS ENCARAR E ENFRENTAR ESSA LUTA CONTRA A IGNORÂNCIA. SE VOCÊ ESCLARECER AO MENOS UMA PESSOA, JÁ TEREMOS FEITO ALGO. E SE ESSA TAMBÉM ESCLARECER MAIS OUTRA, UM DIA GANHAREMOS A BATALHA. VAMOS LUTAR PARA QUE O VERDE PREVALEÇA E NÃO O NEGRO DO CARVÃO QUEIMADO EM NOSSOS CAMPOS, EM NOSSAS MATAS. NÃO FAÇAMOS DO BRASIL, DO MUNDO, UM DESERTO.

 

Primavera
Cecília Meireles

A primavera chegará, mesmo que ninguém mais saiba seu nome, nem acredite no calendário, nem possua jardim para recebê-la. A inclinação do sol vai marcando outras sombras; e os habitantes da mata, essas criaturas naturais que ainda circulam pelo ar e pelo chão, começam a preparar sua vida para a primavera que chega.
Finos clarins que não ouvimos devem soar por dentro da terra, nesse mundo confidencial das raízes, — e arautos sutis acordarão as cores e os perfumes e a alegria de nascer, no espírito das flores.
Há bosques de rododendros que eram verdes e já estão todos cor-de-rosa, como os palácios de Jeipur. Vozes novas de passarinhos começam a ensaiar as árias tradicionais de sua nação. Pequenas borboletas brancas e amarelas apressam-se pelos ares, — e certamente conversam: mas tão baixinho que não se entende.
Oh! Primaveras distantes, depois do branco e deserto inverno, quando as amendoeiras inauguram suas flores, alegremente, e todos os olhos procuram pelo céu o primeiro raio de sol.
Esta é uma primavera diferente, com as matas intactas, as árvores cobertas de folhas, — e só os poetas, entre os humanos, sabem que uma Deusa chega, coroada de flores, com vestidos bordados de flores, com os braços carregados de flores, e vem dançar neste mundo cálido, de incessante luz.
Mas é certo que a primavera chega. É certo que a vida não se esquece, e a terra maternalmente se enfeita para as festas da sua perpetuação.
Algum dia, talvez, nada mais vai ser assim. Algum dia, talvez, os homens terão a primavera que desejarem, no momento que quiserem, independentes deste ritmo, desta ordem, deste movimento do céu. E os pássaros serão outros, com outros cantos e outros hábitos, — e os ouvidos que por acaso os ouvirem não terão nada mais com tudo aquilo que, outrora se entendeu e amou.
Enquanto há primavera, esta primavera natural, prestemos atenção ao sussurro dos passarinhos novos, que dão beijinhos para o ar azul. Escutemos estas vozes que andam nas árvores, caminhemos por estas estradas que ainda conservam seus sentimentos antigos: lentamente estão sendo tecidos os manacás roxos e brancos; e a eufórbia se vai tornando pulquérrima, em cada coroa vermelha que desdobra. Os casulos brancos das gardênias ainda estão sendo enrolados em redor do perfume. E flores agrestes acordam com suas roupas de chita multicor.
Tudo isto para brilhar um instante, apenas, para ser lançado ao vento, — por fidelidade à obscura semente, ao que vem, na rotação da eternidade. Saudemos a primavera, dona da vida — e efêmera.Texto extraído do livro "Cecília Meireles - Obra em Prosa - Volume 1", Editora Nova Fronteira - Rio de Janeiro, 1998, pág. 366.

 

 

 

 

[principal] [primeiros passos] [planeta azul] [trabalho] [vestir o que?] [alimentando-nos] [meio-ambiente] [exercitando-nos] [textos] [administrando as contas] [mais compromisso] [mais saúde] [mais beleza] [mais livres] [voluntarios] [cidadãos do planeta Terra] [links] [livros] [entre em contato]